Brown Eyed Girl

O dia em que Helena falou merda

Meu pai não fala palavrão. Minha mãe não fala palavrão. Eu falo palavrão. Vários. Nem sei quando comecei. Só sei que nunca mais parei. Desculpe-me, papai, desculpe-me, mamãe, desculpem-me amantes da língua portuguesa culta e bela, mas, pra mim, falar palavrão é igual comer chocolate: faz bem pra alma. No entanto, evito total falar palavrão… Continuar lendo O dia em que Helena falou merda

The Time of My Life

10 promessas (práticas) para o meu 36° ano de vida

Comer menos doce – açúcar is the new cigarro. Maneirar nos chocolates, sorvetes, pudins, paçocas, sucos de caixinha. Nu… Não. Nu… Péra. Nutella. Fala logo, vai. Ok? Ok; Colocar mais cores no prato – não estou falando de M&Ms em todas as refeições. Significa: largar de ser preguiçosa, picar cebola e cozinhar (com amor); Tirar o pó do meu… Continuar lendo 10 promessas (práticas) para o meu 36° ano de vida